Ecologia e luta de classes

TV A Comuna

.

Este programa da TV A Comuna discute a crise ambiental à luz da compulsão à acumulação capitalista, ao crescimento e ao desenvolvimento econômico, que é própria ao capital, e da luta de classes que nasce contra a destruição das fontes de vida pelo desenvolvimentismo capitalista. Os companheiros Fábio Sobral e Francisco Teixeira mostram que desde a chamada acumulação primitiva do capital o desenvolvimento capitalista transforma a força de trabalho em mercadoria (trabalho assalariado) e a natureza em fonte de matéria-prima (capital constante). Por isso, a exploração do proletariado pelo trabalho assalariado e a destruição ambiental andam juntas. Com a crise capitalista permanente, que se mantém nas últimas quatro décadas, a reprodução do capital (acumulação capitalista) se tornou mais agressiva com a força de trabalho e com as condições naturais de realização do trabalho. O debate foi coordenado por Urbano Nojosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.