Seremos capazes! (A propósito de Ciro Gomes)

Nelson Vilela

Ciro é o mais sagaz político burguês em nosso país. Nunca esteve de fato com as organizações populares, mas tratou de se manter por anos em aliança com partidos ligados a elas numa aposta de fidelidade que possibilitasse um dia, por essa via, chegar ao TOPO.

Não deu certo! O vaidoso carreirista não poderia ser o vice! Nem mesmo de Lula!! Ainda que fosse com a promessa de ser o candidato a presidente caso a candidatura de Lula se inviabilizasse. Não aceitou! Era TUDO ou NADA!!! Como os partidos e movimentos populares resistiram à imposição, isso rapidamente caiu no terreno fácil da caracterização – já corrente na imprensa burguesa – de que Lula e o PT estavam TOMADOS por seu super hegemonismo.

E esse ocorrido deu o mote para justificar a abstenção covarde, fora do alcance (em Paris), no segundo turno. E ainda sua jornada anti-lulopetista atual.

Em TODAS as ‘lives’ de Ciro que vimos até agora, o centro da argumentação se dá sobre o período de 1930 a 1980, destacando que nele o Brasil foi o país que mais cresceu no mundo. Aproveita e faz a comparação com as últimas três décadas da China e, subliminarmente, transpassa o fato de que nos últimos 30 anos estão 14 anos de administração petista. Passa assim, sub-repticiamente, a ideia de que os anos do PT também estariam incluídos entre aqueles de baixo crescimento, sem explicitar que apenas não foram capazes de suplantar a tendência geral do período. Sendo assim somente ELE, com o seu conjunto de ideias de um “novo” nacionalismo/desenvolvimentismo, seria a solução para o país.

Também não explica o fato de que inseridos naqueles 50 anos de maior crescimento estão 36 anos de duas ditaduras (Vargas e militar). Em suas ‘lives’ tudo é dito de forma panfletária, sem nenhum aprofundamento e responsabilidade, na intenção de que as pessoas façam porto em conclusões fáceis, com base em um pragmatismo rasteiro, a que se chega facilmente num ambiente em que ainda subsiste muito preconceito contra Lula, PT e esquerdas em geral.

Atualmente faz colocações de baixo nível em que aborda até um suposto enriquecimento não explicável do filho de Lula. Em que questiona o patrimônio da família e mais um montante de sujas insinuações e baixarias.

E isso tudo é de uma enorme desonestidade intelectual e falta de sinceridade de propósitos!!! Comporta-se  como a grande imprensa burguesa.

Nós temos que desenvolver a capacidade de, atentos ao discurso de Ciro, desmoralizá-lo. Explicar que todo o esforço atual desse oportunista é para formar um bloco capaz de atrair desavisados à esquerda e à direita, buscando o apoio do capital financeiro, inclusive do grupo “O Globo”. É sintomática a posição que tem sobre a “democratização dos meios de comunicação”. Em fevereiro de 2018 afirmou que se eleito não tocaria nessa questão, dizendo que “a melhor forma de regulação da mídia é o controle remoto”, repetindo o que Dilma Rousseff já havia dito em 2013.

Ora, para o grande capital, na falta de uma alternativa própria, porque não ir de Ciro Gomes???

Sobretudo devemos explicar, paciente e insistentemente aos trabalhadores, que não há saída sem mudarmos as relações sociais vigentes. Que o caminho a ser buscado é o da superação do capitalismo. Para isso precisamos articular, com concretude e inteligência, as lutas atuais ao objetivo de por fim a este sistema!!!

Creio que os trabalhadores seremos capazes!

Nelson Vilela é membro do coletivo editorial de A comuna.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.